terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Escova Progressiva

Escova progressiva com formol tornou-se frequente, pois é barato, rápido e deixa os fios com brilho intenso. No entanto, o efeito é igual ao da calda da maçã do amor: por fora lindo e brilhante e por dentro desidratado e quebradiço, ao pentear ou prender o fio se quebra.

O formol é permitido a 0,2% como conservante e a 5% como endurecedor de unhas, mas seu uso como alisante não é permetido. Para alisar o formol deverá ser aplicado em concentrações de 20 a 30%, o que é totalmente vetado pela ANVISA.

Perigo do formol: ao respirar o ar com formol pode causar irritação dos olhos, nariz, dar dor de cabeça, falta de ar, vertigem e dificuldade para respirar. A pele pode ficar esbranquiçada, áspera e ressecada.

Na minha opinião não vale a pena ter um cabelo liso mas todo danificado e com pouco volume, quem tem muito cabelo até pode fazer, mas tem que associar uma hidratação.

Temos duas opções que danificam um pouco menos o cabelo:
  • Escova progressiva (sem formol): consiste na aplicação de tioglicolato a cada 4 meses, dando efeito de alisado. Só tem que ter cuidado para não fazer por cima do cabelo alisado, pois o cabelo parte.
  • Escova japonesa: é o tioglicolato em alta concentração para alisamento rápido em apenas uma sessão.

Acho que o melhor mesmo é assumir nossos cachos!!!!