domingo, 17 de abril de 2011

Acne na Mulher Adulta

As pessoas acham que acne é coisa de adolescente, mas no meu consultório é muito comum as mulheres acima dos 30 anos chegarem lá com essa queixa, então vou dar algumas dicas.

Existe uma grande diferença entre a  acne do adolescente, classificada como acne vulgar ou primária, que tem relação com predisposição genética e o inicio da produção hormonal. Enquanto a acne secundária, que é a da mulher adulta, tem como causas uma higiene inadequada da pele, uso de cosméticos em creme, estresse, alterações hormonais, alimentação inadequada como o excesso de açúcar e algumas medicações.

É fundamental fazer uma higiene adequada da pele, com sabonete especifico e nunca dormir com maquiagem.

A minha super dica é a máscara de argila verde que controla a oleosidade e deixa a pele linda e macia, é só deixar agir por 15 minutos e pronto. Você mesma pode fazer em casa.

Gosto muito do lápis retrátil secatriz da Dermage que camufla e trata a acne. 

O importante é procurar um dermatologista, pois temos muitas opções eficientes para o tratamento da acne.


segunda-feira, 11 de abril de 2011

Cilios Alongados

Acabo de chegar do Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatologica em Curitiba e estou cheia de novidades!!!!!


Finalmente chegou no Brasil!!! Hoje dia 11/04 já vai estar a venda nas farmácias o Latisse da Allergan, que não só alonga, como escurece os cílios.

O principio ativo é a bimatoprosta, encontrado em colírios usado para tratamento de glaucoma. Os pacientes que estavam usando esse colirio, tinham como efeito colateral o aumento de cilios. Foi devido a essa observação e estudos que foi desenvolvido o Latisse, que não é um colírio, mas sim uma solução e contém 100 aplicadores descartáveis, como se fosse um delineador. O efeito é observado após 1 mês e é reversível, parou de usar, acaba o efeito, sendo necessária a manutenção.



Vale muito a pena!!!! Mas é um medicamento e deve ser receitado por um dermatologista, pois essa medicação tem efeitos colaterais importantes como o escurecimento da pálpebra e da íris, e não pode ser utilizado por grávida e nem no periodo de amamentação.

domingo, 3 de abril de 2011

Repelentes

Nessa época temos que tomar cuidado com a dengue, mas também temos que ficar atentos ao uso de repelentes. A maioria dos repelentes vendidos no mercado tem entre os componentes a dietiltoluamina (DEET), que em concentração elevada pode ser tóxica, principalmente em crianças. Essa substância é a que dá o cheiro característico dos repelentes, e quando utilizada em alta concentração pode dar alergia repiratória e irritação na pele. 

No meeting da Academia Americana de Dermatologia desse ano foi, foi dito que o uso frequente de  repelentes em conjunto com filtro solar pode apresentar riscos a saúde, aumentando o risco da toxidade do repelente. Seguem algumas dicas importantes para o uso saudável dos repelentes:

  • Não usar repelentes que contenham DEET em crianças com menos de 2 anos. A opção para elas são roupas compridas, loção antimosquito sem DEET ou repelentes naturais como óleo de citronela em spray.
  • Para crianças de 2 a 12 anos a concentração de DEET não pode ser maior que 10% e as aplicações do repelente não devem ultrapassar 3 vezes ao dia.
  • Já para crianças acima de 12 anos a concentração de DEET ideal é de até 30%.
  • Não aplicar por baixo de roupas, nem na pele irritada ou com lesão.
  • Sempre lavar as mãos após o uso.
  • Não aplicar nos olhos, boca ou mucosas.
  • Não aplicar aerossóis ou spray em ambiente fechado.




Fiquem atentos pois os repelentes tem uma importante função de proteção de doenças, mas podem trazer risco a saúde, quando utilizado indevidamente.