domingo, 3 de abril de 2011

Repelentes

Nessa época temos que tomar cuidado com a dengue, mas também temos que ficar atentos ao uso de repelentes. A maioria dos repelentes vendidos no mercado tem entre os componentes a dietiltoluamina (DEET), que em concentração elevada pode ser tóxica, principalmente em crianças. Essa substância é a que dá o cheiro característico dos repelentes, e quando utilizada em alta concentração pode dar alergia repiratória e irritação na pele. 

No meeting da Academia Americana de Dermatologia desse ano foi, foi dito que o uso frequente de  repelentes em conjunto com filtro solar pode apresentar riscos a saúde, aumentando o risco da toxidade do repelente. Seguem algumas dicas importantes para o uso saudável dos repelentes:

  • Não usar repelentes que contenham DEET em crianças com menos de 2 anos. A opção para elas são roupas compridas, loção antimosquito sem DEET ou repelentes naturais como óleo de citronela em spray.
  • Para crianças de 2 a 12 anos a concentração de DEET não pode ser maior que 10% e as aplicações do repelente não devem ultrapassar 3 vezes ao dia.
  • Já para crianças acima de 12 anos a concentração de DEET ideal é de até 30%.
  • Não aplicar por baixo de roupas, nem na pele irritada ou com lesão.
  • Sempre lavar as mãos após o uso.
  • Não aplicar nos olhos, boca ou mucosas.
  • Não aplicar aerossóis ou spray em ambiente fechado.




Fiquem atentos pois os repelentes tem uma importante função de proteção de doenças, mas podem trazer risco a saúde, quando utilizado indevidamente.